Resolução de questões CTFL: Q1S1

Durante os estudos para a CTFL (Certified Tester – Foundation Level), algumas questões dos simulados geraram dúvidas, tanto para mim, quanto para outras pessoas, que até entraram em contato comigo perguntando sobre a resolução de tais.

Pensando no alto grau de dificuldade que muitas questões trazem, e que em muitas vezes apenas engolimos a resposta, e não entendemos o motivo dela. Vou fazer uma série de posts, com a resolução das questões que achei mais complicadas e também que outras pessoas acharam.

E para começar vamos ver a resolução da primeira questão do simulado 1 (Q1S1), uma questão que não é tão difícil, mas que pode gerar dúvida:

Um campo de entrada (input field) referente ao ano de aniversário aceita valores  de 1900 até 2004. Utilizando a análise do valor limite o teste usaria quais valores?

a) 0,1900,2004,2005 

b) 1900, 2004 

c) 1899,1900,2004,2005 

d) 1899, 1900, 1901,2003,2004,2005

Analisando o enunciado da questão

O campo aceita valores entre 1900 e 2004. E temos que usar a análise do valor limite para determinar os valores que usaremos no teste.

Resolução

A técnica de análise de valor limite faz uso dos valores: mínimo inválido, mínimo válido, máximo válido e máximo inválido. Portanto, teremos que ter quatro valores para o teste. Então já eliminamos duas alternativas: b e d

Agora que surge a dúvida…

Alternativa a

0 = valor mínimo inválido

1900 = valor mínimo válido

2004 = valor máximo válido

2005 = valor máximo inválido

Alternativa c

1899 = valor mínimo inválido

1900 = valor mínimo válido

2004 = valor máximo válido

2005 = valor máximo inválido

Agora você pode está pensando: “Então temos duas alternativas corretas?”

Não, pois a análise do valor limite, como o próprio nome já sugere, está interessada nos valores limites.

“Hmmm, já sei! O 0 não é um valor limite.”

Perfeito! É isso mesmo! O 0 é um valor mínimo inválido, porém está bem abaixo do limite mínimo.

Resposta

Alternativa: c) 1899,1900,2004,2005

Se você achou alguma questão difícil ou não clara, e gostaria que eu colocasse aqui, só fazer um comentário. Que iremos discutir sobre ela.

Ahh…se a explicação estiver confusa ou não for suficiente para o entendimento, sinta-se à vontade em comentar. :)

Até a próxima!

Fique por dentro das novidades, assine o feed do QualidadeBR.

Assine o feed

About these ads

11 comentários sobre “Resolução de questões CTFL: Q1S1

  1. Estando 0 e 1899 abaixo do valor limite, qual a diferença entre eles ?

    Tenho que garantir que 1899 não seja aceito por ser o último inteiro antes do 1900 ?

    Em outras palavras, a alternativa A seria correta se tivesse esta 5 opções ?

    0 = valor mínimo inválido

    1899 = valor mínimo inválido

    1900 = valor mínimo válido

    2004 = valor máximo válido

    2005 = valor máximo inválido

    Não entendi…

    Resposta
  2. Boas perguntas Fernando.

    1ª pergunta
    A diferença é que para a técnica de valor limite o 1899 é o valor que tem mais chance de encontrar um defeito do que o 0.

    Bem essa foi a explicação teórica. Agora vamos para a prática:

    IF ano_aniversario >= 1899 AND ano_aniversario <= 2005 THEN
    Print “Data válida”
    ELSE
    Print “Data inválida”

    Fazendo o teste com os valores da alternativa A, encontraríamos uma falha: apresentar 2005 como sendo um valor válido. Já usando os valores da alternativa C, encontraríamos duas falhas: apresentar 2005 como sendo um valor válido e também o 1899 como válido.

    2ª pergunta
    Exato. Fazendo uma analogia, se alguém fosse verificar a sua altura, supondo que você tenha 1.80. Essa pessoa iria checar o valor 1.80 (máximo válido) e o 1.81 (máximo inválido) e não precisaria checar o 2.00(máximo inválido).

    3ª pergunta
    Sim. Se a questão não pedir o número mínimo de testes essa alternativa proposta por você estaria correta. Agora se tivesse essa alternativa e também a C, e na questão pedisse o número mínimo de testes, a alternativa correta seria a C. Pelo fato dela utilizar menos testes do que a que você propôs.

    Conclusão:

    O uso do 0, ou de qualquer outro valor, pode até ser feito, principalmente se você quiser verificar alguma entrada típica do usuário. Porém, o teste básico que você faria utilizando a técnica do valor limite, seria justamente os dos limites (mínimo inválido, mínimo válido, máximo válido e máximo inválido).

    Se sobrou mais alguma dúvida só falar.

    Obrigado pelas perguntas Fernando!

    Resposta
  3. Bom dia Fabrício!
    não entendi a questão 5 do simulado 2; resposta C.
    qto à técnica de valor limite/partição de equivalência.
    não foi delimitado mínimo e/ou máximo, então aplica-se o mínimo e o máximo. Correto? Assim a resposta seria E, mas e o valor 50.000? não entendi.
    Obrigado pelos incentivos.

    Resposta
    • Olá Clauriston!

      Essa é uma questão que gera bastante dúvida, aliás, ela estava com um erro de tradução. A tradução correta é:

      O número em um sistema de controle de estoque pode variar entre 10.000 e
      99.999. Quais das seguintes entradas válidas podem ser colocadas nos testes usando as técnicas de classe de equivalência e valores limites?

      Agora com a tradução correta, acredito que fica mais fácil o entendimento da alternativa correta ser a C. Pois a questão pede entradas válidas, ou seja, limites válidos e não inválidos.

      Logo, os valores 9.999 e 100.000 da alternativa E são inválidos, fazendo com ela seja uma alternativa incorreta.

      Se ficou mais alguma dúvida, só falar.

      Obrigado pelo comentário Clauriston!

  4. Olá Fabricio,

    Primeiramente gostaria de parabeniza-lo pelo blog, está excelente!!!

    Em segundo lugar, de acordo com a correta tradução da questão 5 do simulado 2, a alternativa correta não seria a D. Não entendi o porque do valor 50.000 precisar ser testado.
    Você tem idéia?

    Agradeço desde já pelo apoio.

    Resposta
    • Olá Antonio!

      Excelente dúvida!

      Vamos analisar melhor a questão, seguindo as técnicas propostas:

      Técnica de classe de equivalência – temos 3 partições:

      Inválida mínima = valores menores que 10.000;
      Válida = valores entre 10.000 e 99.999;
      Inválida máxima = valores maiores que 99.999.

      Técnica de valores limites – temos 4 limites a serem verificados:

      Inválido mínimo = 9.999;
      Válido mínimo = 10.000;
      Válido máximo = 99.999;
      Inválido máximo = 100.000.

      E como a questão pede somente os valores válidos, chegamos aos seguintes valores:

      10.000 e 99.999

      Ou seja, a questão mais correta é realmente a D. Pois, estamos usando os dois limites válidos, e ambos já estão inclusos na particição de equivalência válida.

      Buscando mais informações sobre a questão original, para tentar sanar essa inconsistência, percebi que a maioria das fontes apresenta essa questão com apenas 4 alternativas e a que está justamente de fora é a alternativa D. E neste caso a C é entendida como a correta.

      E a justificativa para isso, é eles terem pensado que os valores 10.000 e 99.999 foram encontrados usando a técnica de valor limite, e o 50.000 usando a de equivalência. Pelo menos, essa é a única razão para incluir o 50.000, que eu pensei.

      Para não gerar dúvida é melhor marcar a D como correta, afinal ela é a mais consistente (no meu entender). Vou até alterar o simulado.

      Se tiver alguma opinião contrária, sinta-se à vontade.

  5. Pingback: Resolução de questões CTFL: Q5S2 « QualidadeBR

  6. Olá pessoal!

    Estou aqui estudando sobre testes (para tentar tirar certificação BSTQB semana que vem! hehe) e eis que encontro esse blog justamente quando estava aqui matutando minhas dúvidas em relação a questão 5, sobre partição de equivalência e valores limites.

    Realmente a questão ficou um pouco confusa, mas quando pensamos em valores válidos e no conceito das técnicas de partição de equivalência e valores limites, tudo fica mais claro.

    A partição de equivalência se baseia em alguns princípios:
    - toda entrada de dados possui um domínio de valores que pode ser decomposto em partições de equivalência;
    - a utilização de várias valores de uma mesma partição não agrega valor à cobertura de testes;
    - pode-se definir partições válidas e inválidas.

    Pois bem, no caso da questão (pensando na técnica de particionamento de equivalência) temos algumas partições:
    1) X < 10.000 (1 valor que satisfaça essa condição faria a cobertura de teste para essa partição) – perceba que essa é uma partição INVÁLIDA!
    2) 10.000 <= X 99.999 ( 1 valor que satisfaça essa condição faria a cobertura de teste para essa partição) – hmmmm, mais uma partição INVÁLIDA!

    Portanto, só precisamos da partição 2, ou seja, valores que satisfaçam essa condição.

    Agora, analisando o conceito da técnica de valores limites, vamos também pensar em seu conceito e na condição de valor válido:
    - a análise de valor limite explora o fato de que falhas normalmente aparecem no limite das partições de equivalência;
    - assim, sao testados o valor limite exato e os valores adjacentes dos limites: n, n + 1 e n -1.

    Assim, para a partição válida compreendida em 10.000 <= X <= 99.999, teremos os valores limites VÁLIDOS:
    - 10.000:
    - 10.001;
    - 99.998;
    - 99.999.

    Cruzando as duas técnicas e analisando as alternativas, chegamos à resposta:
    D)10.000, 99.999.

    É isso!

    Abraços e espero ter ajudado (ou pelo menos acrescentado) algo pra vocês!

    Resposta
  7. Caro “Anônimo”,

    Primeiro obrigado pelo comentário, com certeza agregou valor a discussão. :)

    Só não entendi a segunda partição que você pensou (10.000 <= X 99.999). No meu entendimento da questão temos três partições, como comentei no comentário anterior.

    Agora sobre a técnica de valores limites, acredito que os valores 10.001 e 99.998, podem até serem usados no teste, porém não representam os limites, que no caso, é representado pelos valores 10.000 e 99.999.

    E que bom que chegamos na mesma alternativa, como a correta. :)

    Abraços!

    Resposta
  8. Ops… a segunda partição é na verdade: 10.000 <= X <= 99.999 (faltou o ‘<=’!)
    Na verdade, os valores 10.001 e 99.998 poderiam sim serem usados no teste de valor limite, pois são os limites adjacentes (da partição válida) dos valores 10.000 e 99.999.
    Para que se tenha uma cobertura real do limite, segundo a técnica, é proposto que se selecione o valor exato do limite (que seriam os valores 10.000 e 99.999) e os valores adjacentes, sendo um acima e um abaixo do valor limite.
    Dentre as alternativas para a questão, não temos nenhuma com os limites adjacentes válidos, por isso chegamos nos valores limites 10.000 e 99.999.

    É isso!

    Resposta
  9. Ops de novo.. vi aqui que engoli uma das partições mesmo..desculpem..devo ter deletado sem querer…

    1) X < 10.000 (1 valor que satisfaça essa condição faria a cobertura de teste para essa partição) – perceba que essa é uma partição INVÁLIDA!
    2) 10.000 <= X 99.999 ( 1 valor que satisfaça essa condição faria a cobertura de teste para essa partição) – hmmmm, mais uma partição INVÁLIDA!
    ;)

    Resposta

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s