Impressões exame IBM 000-370

Foi hoje de manhã o meu exame da certificação IBM Certified Specialist – Software Quality. Acertei 67% (30 questões) e precisava ter acertado 71% (32 questões) das questões.

Mas mesmo com o resultado negativo, fiquei feliz e até surpreso com o resultado, pelo pouco tempo de estudo que dediquei. 🙂

Abaixo segue as impressões que tive do exame e também algumas dicas para aqueles que irão fazer o exame.

Dificuldade

O exame oferece um alto grau de dificuldade, devido as seguintes características:

  • Baseado em um conteúdo muito extenso;
  • Há muitas questões com alternativas parecidas, e você tem que escolher a melhor alternativa;
  • Os conceitos que caem no exame são de acordo com a IBM, e alguns são bem diferentes dos usados pela maioria.

Idioma

O exame é em Inglês, a maioria das questões usam termos técnicos, e se você não teve dificuldade com as questões existentes no material de estudo, o idioma não será um problema. Mas por via das dúvidas é bom levar um dicionário.

Duração

O exame tem duração de 60 minutos, é tempo suficiente para fazer as questões e até revisar as que você ficou em dúvida.

Resultado

O resultado sai na hora e mostra até a porcentagem de acertos em cada área (Engineering Quality in Software Development, Software Quality e Software Testing).

Dicas

Para o estudo para a certificação há basicamente duas táticas que podem ser seguidas:

  • Ler todo o material;
  • Ler o material de acordo com os objetivos do exame.

A primeira é boa para quem quer, além de obter a certificação, aumentar o conhecimento sobre as áreas de abordadas. E uma boa é que o material abrange muitos assuntos que nós que trabalhamos com Teste e Qualidade de Software, não vivenciamos, mas que são legais de saber.

Já a segunda tática é a ideal para quem objetiva a obtenção da certificação e não está com muito tempo para os estudos. Usando ela aconselho estudar os seguintes módulos, prestando atenção aos objetivos do exame [1]:

  • Engineering Quality in Software Development
    • Creating Secure Software
    • Essentials for Unit Testing
    • Estimating Effort for Development Tasks
    • In-Process Metrics for Software Developers
    • Inspections in the Software Lifecycle
    • Static Code Analysis
    • Topics in Design – Design Review Checklist
  • Software Quality
    • Todos os módulos
  • Software Testing
    • Todos os módulos

[1] http://www-03.ibm.com/certify/tests/obj370.shtml

Eu acabei usando uma terceira tática (rsrs), estava sem tempo de estudar, então só fiz as questões de cada módulo. O que até ajudou bastante na prova, pois essas questões são focadas geralmente nos objetivos das lições e algumas até apareceram no exame.

Agora é aguardar a volta da certificação aqui no Brasil! 🙂

Boa sorte aos que ainda irão prestar o exame!

Fique por dentro das novidades, assine o feed do QualidadeBR.

E quem quiser saber mais dicas sobre o exame, entre no grupo Certificações – Qualidade e Teste de SW, do Fábio Martinho Campos, lá ele deu várias outras dicas para o exame.

Exame IBM 000-370 cancelado no Brasil

Pelo menos por enquanto.

Fiquei sabendo pelo grupo DFTestes, que o exame para a certificação IBM Certified Specialist – Software Quality foi cancelado aqui no Brasil.

E em alguns estados o exame de quem já tinha marcado também foi cancelado.

O meu que eu tinha remarcado para 04 de maio, ainda está marcado lá no site da Prometric. Então, acredito que quem marcou para fazer aqui em São Paulo não teve o exame cancelado.

O exame IBM 000-370 não poderá será mais agendado. Tanto que pelo próprio site da Prometric, você não tem mais a opção de escolha desse exame, caso tenha colocado Brasil como país.

Achei estranha a atitude da IBM, principalmente o cancelamento dos exames das pessoas que já tinham marcado. Mas fiquei sabendo também, que parece que a IBM divulgou o exame no Brasil, para saber como está o mercado, e ver ser é viável aplicar essa certificação aqui.

Ou seja, eles estavam vendo se há demanda no Brasil pela certificação, fato que justifica a gratuidade do exame.

Agora resta aguardar para ver se a certificação voltará. Particularmente, acredito que ela voltará sim, pois bastante profissionais se interessaram, porém nesse retorno ela deverá ser paga.

O bom dessa história toda é o excelente material que foi disponibilizado e divulgado. Eu ainda não li todo (aliás, deveria ter lido, pois a data do exame está chegando… huahua), mas pelo o que estudei até agora, o material tem bastante conteúdo, está bem organizado e é didático.

Fique por dentro das novidades, assine o feed do QualidadeBR.

Assine o feed

Qual a melhor metodologia?

Essa é uma questão polêmica, e vejo muitos profissionais tentando responder e justificar a sua resposta. E a cada vez, que eu leio algo sobre o assunto, fico com uma outra dúvida: Será que existe a melhor metodologia para o desenvolvimento de software?

Mas antes de abordar as metodologias de software, vamos definir o que é metodologia.

De acordo com a Wikipédia, “Metodologia é o estudo dos métodos”. Hmmm, não ajudou muito, neh…

Vamos agora ver o que o Michaelis tem a dizer sobre metodologia:

1 Estudo científico dos métodos. 2 Arte de guiar o espírito na investigação da verdade. 3 Filos Parte da Lógica que se ocupa dos métodos do raciocínio, em oposição à Lógica Formal. M. didática: teoria dos procedimentos de ensino, geral ou particular para cada disciplina; didática teórica.

Essa segunda definição é bem profunda, e ajudaria bastante os marqueteiros, imagina só um falando: “A metodologia da nossa empresa, representa a arte de guiar o espírito ao cumprimento dos requisitos.”

Juntando as definições que foram apresentadas, podemos dizer que metodologia é um conjunto de procedimentos que são realizados visando um objetivo maior.

Vamos agora, ir para o mundo do desenvolvimento de software, no qual há várias metodologias que podem ser seguidas. Podemos dividir as principais metodologias em três categorias:

  • Cascata: Cascata Clássica, Cascata Modificada e Modelo V;
  • Iterativa: Modelo Espiral e RUP;
  • Ágil: Extreme Programming (XP) e Scrum.

Cada uma dessas metodologias, como tudo na vida, tem suas vantagens e desvantagens, abaixo apresento uma comparação das metodologias, de acordo com alguns cenários:

comparacao_metodologias

Como pode ser visto na figura acima, de acordo com os cenários apresentados, a melhor metodologia seria o RUP. A razão para esse fato, é que a figura foi retirada do material para a certificação IBM Certified Specialist – Software Quality, e o RUP é um processo proprietário criado pela Rational Software Corporation, adquirida pela IBM. Logo a IBM apresenta o RUP como melhor metodologia, o que pode até ser verdade, dependendo do projeto de software.

Agora você pode está se perguntando: “Como assim, pode até ser verdade, ou uma metodologia é a melhor ou não é!”.

Aí está justamente o erro: tentar definir a melhor metodologia. Buscar a melhor metodologia para a sua empresa é algo louvável, afinal, boa parte das empresas de TI, ainda usam a metodologia VAMO QUE VAMO, ou pior ainda, a EMPURRANDO COM A BARRIGA. Mas selecionar a melhor e colocá-la goela abaixo na sua empresa, com certeza não é o melhor caminho, e ao invés de achar uma solução, você vai achar mais problemas.

Para tentar explicar melhor o meu ponto de vista, vou fazer uma analogia com os eletrodomésticos e eletrônicos da sua casa. Você como um consumidor atento e sempre buscando a qualidade, alinhada ao custo-benefício, tem eletrodomésticos e eletrônicos das diversas marcas: LG, Sony, Arno, Brastemp, Consul, Bosch, Philips, etc. Cada um dos eletrodomésticos e eletrônicos atende uma necessidade da sua família, e para cada um há um melhor fabricante, portanto, você não vai comprar tudo de uma única marca, até porque uma única marca não fabrica todos os tipos de eletrodomésticos e eletrônicos.

Ao escolher uma metodologia você também tem diversas necessidades e várias metodologias que buscam saciar a sua necessidade. Você até pode encontrar tudo o que você precisa em uma única metodologia, mas dificilmente você vai seguir todos os seus conceitos e métodos. O melhor a ser fazer é tentar encontrar um meio-termo, ver o  que há de melhor em cada metodologia e o que se adapta a sua realidade. E quando a sua realidade mudar, mude também a sua metodologia, devemos sempre lembrar que a mudança não é ruim, e sim uma grande oportunidade.

E lembre-se que se uma metodologia funcionou bem em um projeto, era poderá não funcionar tão bem em outro projeto, e vice-versa.

Fique por dentro das novidades, assine o feed do QualidadeBR.
Assine o feed

Fonte:

Engineering Quality in Software Development, Module 1: Overview of Software Development Practices (AzIT)

Certificação: IBM Certified Specialist – Software Quality

Pessoal,

Ontem eu recebi um e-mail, digamos que um pouco suspeito, sobre uma certificação na área de Qualidade de Software. Você pode está se perguntando, por que um e-mail sobre uma certificação pode ser suspeito?

O que eu achei suspeito foi o fato dela ser gratuita. Isso mesmo, sem nenhum custo, a não ser o tempo de estudo e o deslocamento para o centro de treinamento que irá aplicar o exame.

Trata-se da certificação IBM Certified Specialist – Software Quality, eu mesmo nunca tinha ouvido falar sobre tal, e o Fábio Martinho Campos, que é um especialista em certificações de qualidade e testes, me disse, no seu grupo de discussão dedicado as certificações de Qualidade e Teste de Software, que ele também não a conhecia. Portanto, pelo menos no Brasil, ela deve ter sido lançada agora.

Ela é uma certificação voltada para desenvolvedores, testadores e profissionais em Qualidade de Software que desejam melhorar seus conhecimentos em Qualidade de Software, e assim desenvolver um trabalho mais eficiente.

A prova é composta de 45 questões e o tempo de realização é de 1 hora e 15 minutos (segundo a ficha de confirmação da inscrição do exame, enviada pela Prometric), no site da IBM diz que o tempo da prova é de 60 minutos. A diferença de tempo deve ser por a prova ser em inglês, que não é a nossa linguagem nativa.

Para obter a certificação é preciso acerta 71% das questões, ou seja, 32 questões.

O estudo para a prova é feito com base em um material de uma instituição de e-Learning, a AzIT. O material também é obtido, de forma gratuita no site da AzIT, bastando fazer um simples cadastro (clicando no link Enroll).

O material disponibilizado no site está em formato de apresentação, você pode assistir pelo site ou baixar o arquivo do módulo que está sendo estudado. Eu reunir todo o material disponibilizado no site da AzIT, e estou compartilhando nos links abaixo, ele está separado por área de estudo, assim como está no site:

Engineering Quality in Software Development (78.27 MB)

Software Quality (56.7 MB)

Software Testing (76.96 MB)

Para fazer a inscrição do exame, basta acessar o site da Prometic, e seguir o passo a passo:

  1. Clicar no banner “START
  2. Clicar no link “Schedule an Appointment
  3. Selecionar no combo box Country a opção Brazil e clicar em <NEXT>
  4. No list box ‘Program’ selecione IBM (000,001) e clique em <NEXT>
  5. <NEXT>
  6. A prova é 000-370 e clique em <NEXT>
  7. Escolha o Test Sites mais próximo da sua casa.
  8. Login e confirm process

No site da IBM há um simulado do exame, que pode ser acessado no link abaixo:

http://www14.software.ibm.com/cgi-bin/pwdown/public/httpdl/certify/sam370.pdf

Bem, na minha opinião essa é uma excelente oportunidade para adquirir novos conhecimentos, e ainda poder tirar uma certificação de uma empresa reconhecida mundialmente, que é a IBM.

Eu já marquei o meu exame para o dia 31 de março, vou ver se consigo tirar a certificação. Mas pelo que vi nos objetivos da certificação e pelo material fornecido pela AzIT, a prova oferece um alto grau de dificuldade, principalmente por abordar tanto o Teste de Software, Qualidade de Software, como o Desenvolvimento de Software.

Portanto, acredito que será um grande desafio, e o mais importante será adquirir novos conhecimentos e poder colocá-los em prática.

Quem ficou interessado em fazer o exame, é melhor correr, pois a gratuidade do exame é somente por um tempo determinado, não sei até quando. Como pode ser conferido no texto abaixo, retirado do site da AzIT:

Information about the Test:
Cost of the exam: $0 (The test fee is waived for US Citizens during the grant period. If you are taking the test outside of the US Check with your local Authorized Prometric test center for testing fees.)

Fique por dentro das novidades, assine o feed do QualidadeBR.
Assine o feed

Saiba mais:

Página oficial da certificação

Fonte:

http://www-03.ibm.com/certify/tests/ovr370.shtml

http://br.groups.yahoo.com/group/certificacoesqualidadetestedesoftware/