OFF – Mudanças

Quem acompanha o blog há um tempo, teve ter notado que algo está ocorrendo, afinal o QualidadeBR nunca tinha ficado sem atualizações semanais (ou no máximo duas semanas de lacuna).

E neste post explico as razões para isso e também conto algumas mudanças que ocorreram na minha carreira, que acabaram influenciando a ausência de posts e criação de conteúdo (afinal, “o melhor da semana”, não conta como criação de conteúdo rs).

“Lado negro da força”

Antes, é bom explicar que o “lado negro” do tópico é apenas uma brincadeira😉 (não há o bem/mal entre Teste de Software e Desenvolvimento de Software)

Começando pelo começo, afinal é sempre bom começar por ele. Desde praticamente o começo de 2010 eu tenho me dedicado meus estudos, mais para a área de programação.

No início de 2010 houveram boas oportunidades na Voice Technology, para iniciar uma abordagem diferente na hora de se decidir sobre como serão feitos os testes. No começo tentei uma abordagem mais voltada ao testes unitários, pois eles seriam a base para a automação dos testes, e para isso era preciso ter alguns conhecimentos em Java e também o mindset de Teste de Software. E como eu era o que mais “enchia o saco” sobre isso, acabei aceitando esse desafio (meus conhecimentos sobre Java, eram BEM fracos rs). Mas no final, o projeto acabou não indo para frente e o desenvolvimento dos testes unitários também.

Depois desse projeto, houve outro no qual também participei com o foco mais em automação, só que dessa vez voltado para os testes de aceitação, usando o Selenium para os testes de uma interface Web e desenvolvendo um mini “framework” para automatizar os testes de controle de chamada (testes de URA). Foi sem dúvidas, um período bem legal, afinal aplicar os meus conhecimentos em Teste de Software e ao mesmo tempo aprender Java foi muito divertido.

Em paralelo a isso estava estudando Ruby on Rails, cujo interesse surgiu no 6º encontro do pessoal do Guru-SP. Primeiro lendo o livro Agile Web Development with Rails e depois fiz o excelente curso da e-genial, de Ruby on Rails do básico ao avançado.

O meu objetivo com os estudos de Ruby on Rails eram para desenvolver/contribuir com projetos open-source, principalmente projetos voltados para a área de Teste de Software.

Porém…

No final do projeto de automação na Voice Technology, surgiu um novo projeto que tinha um módulo de configuração via Web, e o meu Scrum Master estava pensando em desenvolver em Ruby on Rails e perguntou se eu estaria interessado. Como o projeto de automação já estava estável e o pessoal estava usando o “mini” framework que criei, e eu estava querendo colocar em prática os conhecimentos que estava aprendendo no curso da e-genial, aceitei o desafio e lá fui eu, encarar o meu primeiro projeto de desenvolvimento Web.🙂

O começo foi bem difícil,  pois desenvolvimento Web exige vários conhecimentos, e além de estar começando a trabalhar com Ruby on Rails, precisava também aprender mais sobre HTML, CSS e Javascript (mal sabia as tags do HTML rs). Lembro que após algumas sprints, estava bem decepcionado com o meu próprio desempenho, pois a gente (eu e meu Scrum Master) estávamos a quase duas sprints emperrados numa parte do sistema, que estavamos usando Ajax e eu estava com sérias dificuldades em fazer tudo funcionar (mexia num lugar, quebrava o outro e assim ia rs). Mas no final deu tudo certo e a gente conseguiu finalizar a primeira versão do projeto.

E depois desse primeiro projeto surgiram outros e aí acabei trabalhando na Voice, 100% com Desenvolvimento de Software.

Por que a mudança?

Diferente de vários conhecidos meus, que largaram a área de Teste de Software para se dedicar a área de Desenvolvimento de Software, eu não tinha ambições em seguir a área de Desenvolvimento de Software, não após conhecer e me apaixonar pela área de Teste de Software.

Porém, aqui estou programando em Ruby, lidando com bugs de interface (maldito IE! rs), escrevendo testes automatizados (ainda não tantos quanto é preciso), tentando usar TDD (ainda sou muito bundão e orientado ao VFFP – “vamo fazer funcionar primeiro”), fazendo commits (o Git é sensacional!), tentando escrever código SOLID, passando madrugadas em frente ao computador a base de Red Bull para entregar um projeto em 48 horas,  buscando me especializar com cursos e livros, etc.

Não há um único motivo para a mudança de área, não é apenas porque Ruby on Rails é um framework revolucionário ou porque as oportunidades foram surgindo na empresa.

Mas para não esquivar/sabonetar a resposta da pergunta do tópico, vou dizir dois motivos principais:

  • Meu perfil
    • eu cai na área de Tecnologia, o curso de Análise e Desenvolvimento de Sistemas não estava nos meus planos no começo de 2005 e eu junto com meus amigos estávamos pensando em seguir pra área de Jornalismo (ninguém acabou seguindo rs), mas por sorte, acabei me inscrevendo no curso da Termomecanica e passando (e não passando nem na USP e na Mackenzie e Metodista pelo ProUni em Jornalismo). E a área de Tecnologia tem algo que sempre gostei de fazer, estudar. E gostar de estudar é fundamental para quem atua em áreas onde a informação é o mais importante, como é o caso da área de Tecnologia da Informação (e antes se eu era tachado de CDF, hoje sou tachado de NERD rs);
    • e assim como eu gostava de Matemática e Português, eu também gosto de estudar sobre Teste de Software e Desenvolvimento de Software, e assim o meu perfil acaba sendo muita mais generalista do que especialista, embora eu busque ser um especialista-generalista, ou seja, ser especialista em alguma(s) área(s), mas também ter uma boa base de outras áreas.
  • Criação
    • saber programar,  possibilita poder criar soluções e isso é MUITO divertido!
    • adoro ter ideias, mas ideias por si só são apenas ideias, o importante é colocar as ideias em prática, e o “ecossistema Ruby on Rails” é sensacional quanto a isso, por permiti você colocar as suas ideias de forma rápida e praticamente sem nenhum custo, a não ser o seu próprio tempo e dedicação.

A combustão

Tirei férias em setembro, e ao invés, de aproveitar como tudo faz, indo para praia, viajando, etc foi o mês do ano, em que mais trabalhei, principalmente na última semana das férias. E o motivo, o Vizir.

Acabou ocorrendo de casar o novo rumo que o André e o Antonio estavam tomando nas suas carreiras, com as minhas novas aspirações e pensamentos (um dia preciso fazer um post sobre isso rs, provavelmente é muito off-topic, e será no meu blog pessoal hehe) e surgiu a oportunidade de ajudar eles com o Vizir e ser sócio da start-up.😀

Empreender é algo que eu acabei descobrindo que já fazia há um tempo (rs), afinal o QualidadeBR mesmo, é um empreendimento, embora seja um passivo (rs) no aspecto financeiro, mas no aspecto de ganhos de conhecimento está sendo um excelente ativo!😀

E o Vizir é uma excelente oportunidade de aprender MUITO mais, sobre várias áreas e colocar as ideias e conhecimentos em combustão e produzir soluções que realmente solucionem os problemas dos clientes, e o Vizir (produto) é nossa primeira tentativa, voltado para as pessoas que precisam monitorar as suas marcas nas redes sociais.

A escolha por Rails acabou sendo natural, no começo do desenvolvimento do Vizir, e isso acabou definindo os novos rumos que estou e irei tomar quanto ao conhecimento, o foco mais do que nunca é ficar fera em Ruby on Rails, e por isso acabei dando uma parada nos estudos sobre Teste de Software.

QualidadeBR e a área de Teste de Software

Durante esses últimos meses está sendo bem difícil conciliar as atividades que exercia antes do Vizir, e por isso acabei tendo que sair da comunidade Testadores e participando menos dos grupos de discussão. Essas foram decisões difíceis, pois gosto muito da área, de ajudar as pessoas e da equipe dos Testadores, porém percebi que se fosse tentar fazer tudo que gostaria, não iria fazer nada muito bem.

E também pensei várias vezes sobre o que faria em relação a área de Teste de Software e o blog, afinal são quase 3 anos de QualidadeBR e de atuação na área.

Decidi por não abandonar nenhuma das duas, o blog irá continuar e a minha atuação na área também. Logicamente que não trabalhando mais na área de Teste de Software, os tópicos que serão abordados no blog, provavelmente seguiram uma outra linha (ainda irei definir). E acho que isso é bom, afinal sempre escrevi no blog sobre o que estava aprendendo/vivenciando.

A minha atuação na área, será agora exclusiva a participação de discussões, ajudando o pessoal e manter o blog.

Quanto a periodicidade dos posts, ainda não dá pra dizer que voltará a ser semanal, mas irei me esforçar pra produzir conteúdo, pelo menos uma vez no mês.🙂

Bem é isso, obrigado a todos e desculpem pela ausência.

Fonte imagens:

http://bit.ly/dont_be_afraid_of_change

http://bit.ly/bruce_on_rails

8 comentários sobre “OFF – Mudanças

  1. Fabricio, levei um susto quando li o “Acabou ocorrendo de casar…”, achei vinha matrimonio, hehe

    Parabens pelo post, e pela mudanca. Como voce sabe, eu fiz o caminho inverso: trabalhei como programador e mais tarde passei pros testes.
    As duas coisas sao legais, e as duas sao partes igualmente importantes do desenvolvimento.

    E parabens tambem pelo Visir! Empreendedorismo nota 10🙂

    Mas obviamente nunca vamos te perdoar por virar a casaca…
    Shmuel

    Responder
  2. Ei Fabrício!

    Eu sempre imaginei que o caminho natural da turma do Teste fosse a área de Requisitos ou uma subida de degrau na pirâmide do próprio Teste. Ao meu ver, assim bem individualista, o máximo que o cara do Teste podia fazer, e bem, utilizando dos `dons` da programação seria dividi-lo entre a Automação e os Testes Unitários. Mas como eu disse, essas são palavras do meu lado individualista, totalmente voltado pro Teste de Software.

    Tentando agora não ser tão individualista, risos, acho que as coisas realmente `casaram` por aí. E a junção da vontade + curso + oportunidade de atuar na própria empresa falariam mais alto em qualquer mente sã.

    Uma vez me disseram que quando o “bichinho” do Teste pica a gente, jamais seremos pessoas normais de novo!
    Sendo assim, não deixe que a fase Desenvolvedor faça uma transfusão aí dentro e te liberte da contaminação do Teste, viu?!

    Que as suas aplicações sejam desenvolvidas através de boas técnicas, mas sem perder o feeling de Testador, aquele cara super chato, investigador, criativo, questionador, detalhista e organizado, que costuma deixar as aplicações finas.

    Ainda bem que não vai abandonar a área e o blog, ainda vou precisar muito de você!!! risos.

    Muito Sucesso na nova jornada!!

    Responder
  3. Que notícia complicada que eu recebi por e-mail.

    Não tenho nem palavras pra descrever o quanto você sempre foi importante para nossa área. Nas minhas palestras o seu blog era mais recomendado que o meu, porque se uma pessoa ler somente o Qualidade BR e o compilado “Melhor da Semana” já está mais do que atualizado.

    Hoje é quase um dia de “luto” pra nós profissionais de qualidade de software. Não vou falar que estamos perdendo um dos maiores evangelistas de qualidade e teste de software, mas o pessoal de Ruby ta ganhando um cara excepcional hoje! Estão roubando esse cara da gente hahaha.

    Brincadeiras a parte, sua colaboração para a comunidade não tem precedentes. Sua vontade de fomentar nossos ideais, boas práticas, vocabulários, blogs e todo tipo de informação foi um grande estimulo para muitos de nós. Aprendi MUITO com você e vários outros blogueiros e pessoas dispostas a compartilhar o que existe de mais importante. O Conhecimento.

    Novamente agradeço por esses anos de discussão, de ajuda, de colaboração sem esperar nada em troca. Pela disposição de escrever sabendo que muitos iam criticar, mas se importando mais com quem não teve as mesmas oportunidades para estudar e aprender. Essas atitudes somadas fazem de você um profissional diferenciado, sem dúvida alguma e tenho certeza que será um ótimo desenvolvedor, arquiteto ou o que quer que seja, até mesmo Jornalista (Agora não precisa de superior hahahaha).

    Vou cobrar as participações que comentou acima e não pense que se livrou de mim quando for a sampa. Vamos conversar muito ainda amigão.

    Tenha certeza que eu e vários outros testadores espalhados pelo Brasil e pelo mundo são seus fãs incondicionais.

    Abraços, boa sorte e sucesso com os novos desafios!

    Camilo Ribeiro
    Leitor do Qualidade BR

    Responder
    • @Shmuel

      É… a palavra “casar” ficou meio estranha rs matrimônio vai demorar um bom tempo hehe

      Teste e desenvolvimento são MUITOS legais, sua a importância de ambos é equivalente a médio e longo prazo, afinal de nada vale uma implementação de uma ideia fora de série (ex. Google), se ela estiver cheia de bugs.

      Além do mais, empresas como a Apple estão acostumando mal os usuários (rs)

      @Renata

      No começo da carreira do profissional de teste (estágio e Testador), acredito que ainda há tempo dele não ser “contaminado” e ir para uma outra área. Agora depois disso, ele provavelmente irá seguir pela carreira de Teste de Software, que alías, é uma “maẽ” e oferece espaço para os mais diversos perfis.

      Por exemplo, numa fábrica de Teste de Software, uma pessoa com o perfil gerencial poderá se tornar gerente de teste. Já se a pessoa tiver um perfil mais técnico, ela poderá muito bem trabalhar num tal de Google ou numa Thoughtworks, onde se pedi que o profissional tenha um currículo de Engenheiro de Teste e se sinta à vontade tanto para testar, quanto para programar.

      O meu caso é mais sério (rs), além de ter sido picado por esse “bichinho”, fui contaminado com algumas literaturas que me deixaram mais inquieto (ex.: Você está louco! do Ricardo Semler).

      Perder o feeling de testador vai ser difícil hehe, aliás, nem quero🙂

      @Camilo

      Sinceramente, não tenho palavras rs e nem sei se mereço todos os seus comentários rs

      Boa parte do conhecimento que adquiri sobre Teste de Software foi através, do compartilhamento de conhecimento das pessoas, por meio de livros, blogs, listas de discussão, etc. Tive sorte de entrar na área, numa época em que o verbo “googlar” existe.🙂

      O QualidadeBR é uma forma de retribuir todo o conhecimento que o “suguei”🙂 Alías, não aprendi apenas sobre Teste de Software com a nossa comunidade, aprendi também sobre como ser um bom profissional, saber lidar com diferentes pessoas, entender que não há uma melhor solução, etc.

      Quando vier para sampa, dá um toque! E não pensa que se livrou de mim também não (rs), eu acompanho o The Bug Bang Theory e te sigo no Twitter!🙂

      @Shmuel, @Renata e @Camilo

      Muito obrigado pelos comentários e pela força!😀 Sucesso para vocês! E pode deixar que não deixarei de ficar enchendo o saco da nossa comunidade, vocês ainda terão que me aturar!

      Abraços!

  4. Fala Fabrício, beleza?

    Como te disse pessoalmente, te desejo boa sorte na sua nova empreitada. Sua contribuição para a área de Testes de Software foi e será sempre lembrada.

    Para alguém com “pouco” tempo de área, você se mostrou ser um profissional sério e dedicado, que busca sempre o conhecimento acima de tudo. Isso indica que você é assim para tudo o que faz na vida, e da mesma forma que na área de testes, você terá sucesso em todas as outras.

    Agradeço pelo empenho, companheirismo, dedicação, esforço e novamente te desejo um ótimo caminho pela frente e que você continue tendo muitas outras conquistas.

    Abraço e somente um até breve!😛

    Responder
  5. Olá Fabrício, tudo bom?

    A vida muitas vezes nos prega peças, e nos traz oportunidades que não devemos disperdiçar. Somente cada um em seu interior tem a condição de decidir o que é melhor para si. Com certeza você terá sucesso neste caminho, pois como bom CDF/Nerd (rs) conseguirá vencer em qualquer caminho que traçar.

    E levar técnicas de testes e processos com melhor qualidade, não é somente função de um analista de teste não… onde está o TDD, o Teste Unitário/Integração, o ATDD… tudo isso é teste e envolve muito o desenvolvimento. Então pode parar de “choramingar” e aprender mais a fundo sobre isso para escrever excelentes artigos como sempre fez kkkkkkk…

    Brincadeiras a parte, com certeza você terá sucesso em qualquer área que partir e saiba que sempre poderá contar comigo para o que der e vier, pois você é uma excelente pessoa, um profissional show, e possui ideais justos e sensatos… isso é, você é “um cara” 1000%.

    Boa sorte e muito sucesso meu amigo.

    Grande abraço.

    Responder
  6. Fala, Fabrício!

    Acompanho o seu blog há algum tempo e sempre o conteúdo é muito bom!

    Boa sorte com as suas mudanças! Desenvolvimento é muito legal! Na verdade sou desenvolvedor, mas gosto muito de testes.

    Quanto ao Vizir, as vezes eu acompanho também. Sempre via o nome do André na lista de Scrum e acabei conhecendo-o num curso de Lean que fiz! Coincidências! Sucesso para vocês ae!

    Abraços,
    Zé Alexandre

    Responder
  7. Pingback: ITester testEngineer = Tester.Developer(Discipline testing); « The Bug Bang Theory

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s