Teste de Software em 2050

Já ouvi várias pessoas dizerem que a área de Teste de Software começou a crescer e ser reconhecida depois do bug do milênio. Naquela época, eu cursava a 6ª série do ensino fundamental, mas lembro de ter ouvido e lido a respeito de tal bug, até lembro que tinha feito um teste (hehe) com o videocassete de casa, alterando a data para ver se ele seria afetado pelo bug do milênio ou não.

Bem, mas o intuito do post não é ser uma sessão nostalgia, e sim refletir sobre o momento em que ficou claro que testar um software é uma tarefa fundamental durante o desenvolvimento do mesmo, e também mostrar um vídeo que nos faz imaginar como serão os software em 2050, 50 anos após o bug do milênio.

Boa parte das pessoas tem a cultura de agir de forma reativa. Um bom exemplo, foi a insegurança existente na Fórmula 1 até 1994, que causou diversas mortes, e que só a morte de Ayrton Senna, vez com que os responsáveis pelo circo da F1 percebessem que a segurança do piloto é fundamental. E graças as mudanças ocorridas, melhorando a segurança das pistas e dos carros, depois daquele 1º de maio a F1 não teve mais nenhuma morte.

Outro bom exemplo, é o aquecimento global, que todo mundo já ouviu falar, muitos tem consciência de seus efeitos, mas poucos tomam medidas para ajudar a diminuí-lo. E infelizmente, só quando os efeitos forem mais fortes do que já são, iremos tomar providências para combater efetivamente esse problema.

Agora voltando ao mundo dos softwares…

Durante o desenvolvimento do software, testar não era uma tarefa muito comum. No entanto, a partir do ano 2000 essa história começou a mudar. Para evitar a ocorrência do bug do milênio, as empresas tiveram que gastar milhões, e ficou claro o quanto um software não testado ou mal testado está mais propenso a ter bugs e a gerar prejuízos. De lá para cá , houve um grande crescimento da área de Teste de Software, tanto que hoje é possível encontrar bons livros até em português, falando sobre essa área que antes só existia de forma informal nas empresas.

Para ter idéia da informalidade que existia nas empresas (ou talvez, ainda exista em algumas), um profissional de TI, com longa experiência na área, me disse uma vez, que antes quem testava o software era os estagiários de programação, e lá no final, quando o software já estava sendo finalizado.

Hoje, muitas empresas já tem profissionais capacitados e dedicados só para o teste de software e as suas atividades iniciam junto com as do desenvolvimento do software. Além disso, temos até fábricas de Teste de Software, mostrando que testar um software é uma tarefa que está sendo levada a sério por muitas empresas.

Para encerrar e justificar o título do post, deixo abaixo o vídeo (a inspiração para esse post), que mostra um teste de segurança, feito por um dos mais respeitados institutos de segurança automotiva do mundo, o IIHS dos Estados Unidos, comparando a segurança de um Chevrolet Bel Air 1959 (o primeiro aprovado pelos testes do IIHS), contra um Chevrolet Malibu 2009 (o mais recente avaliado):

E como dizem “toda ação tem uma reação” e a ação de testar tem a reação de garantir e melhorar a qualidade. E como com o passar dos anos ficamos mais exigentes, acabamos precisando de cada vez mais testes. Afinal, o que você acha mais fácil de testar um Motorola Microtac ou um iPhone?

Motorola - Microtac X Apple - IPhone

Fique por dentro das novidades, assine o feed do QualidadeBR.

P.S.: Espero poder fazer, em 2050, um post relatando a melhoria na qualidade dos softwares alcançada com a ajuda dos testes, comparando com a do ano 2000. 😀

Anúncios

Um comentário sobre “Teste de Software em 2050

  1. Muito bom, viajei no bug do milênio, lembrei de muita coisa, hehehe, e o mais importante, a evolução, tanto na área de desenvolvimento, quanto na área de teste.

    Parabéns Fabrício.

    Responder

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s